DEFENSOR PUBLICO COM SINAIS DE EMBRIAGUEZ, SE ENVOLVE EM ACIDENTE E COMETE DESACATO, E ACABA NA DELEGACIA

Um defensor público estadual foi conduzido ao 2º Distrito Policial pela Polícia Militar após se envolver em um acidente de trânsito e discutir com PMs, na madrugada deste domingo (10), no Bairro Aldeota, em Fortaleza. Cláudio Plutarco Nogueira Júnior foi encaminhado à delegacia por desacato aos policiais e por crime de trânsito, segundo a Polícia.



De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, o outro motorista envolvido no acidente procurou uma equipe da Polícia Militar da área e informou sobre a colisão, na Avenida Senador Virgílio Távora. De acordo com a versão do condutor, o defensor público se negou a resolver a situação no local. 

Ao se aproximar do ponto da ocorrência, a equipe da polícia deparou-se com o defensor público fugindo do local. O homem chegou a dirigir por seis quarteirões na contramão até ser abordado pelos policiais, informou a SSPDS. 

Segundo testemunhas, o defensor apresentava sinais de embriaguez. Um vídeo gravado no local mostra o homem com dificuldade de se equilibrar enquanto fala com os PMs.

Nogueira Júnior foi conduzido à Perícia Forense para fazer exame de alcoolemia, mas se recusou a realizar o teste. Conforme previsto na Constituição Estadual, segundo a SSPDS, membros da Defensoria Pública possuem foro privilegiado e o servidor só poderia ficar preso em caso de crime inafiançável. 

Ainda de acordo com a secretaria, a Polícia Civil emitiu um ofício e encaminhou a ocorrência ao Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJ-CE), que concedeu alvará de soltura para o defensor público.

A Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec) se manifestou afirmando que as responsabilidades do ocorrido vão ser apuradas.

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.