EX-PÁROCO DE CROATÁ FOI NOMEADO EXORCISTA DA DIOCESE DE TIANGUÁ

O Bispo de Tianguá, Dom Francisco Edmilson Neves Ferreira, concedeu a provisão de exorcista ao padre Fellinto Oliveira Britto.


“Recomendo-me às orações do povo de Deus para que esta nova missão seja muito frutuosa e desempenhada para o bem do povo de Deus e para a maior honra e glória de Nosso Senhor Jesus Cristo”, disse o padre em seu Instagram.

Padre Fellinto foi ordenado em 2007, com formação em filosofia e teologia. Recentemente foi vigário do Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em São Benedito.

Das nove Dioceses que compõem o Regional Nordeste I, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, Tianguá é a única com um sacerdote provisionado para este serviço.

Dom Edmilson Neves, ao nomear padre Fellinto para este ofício, cumpriu orientação recente da CNBB que pediu a cada Diocese o provisionamento de um sacerdote exorcista.

Em 2017, a Conferência lançou nesta um subsídio elaborado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, que apresenta as reflexões e diretrizes da Igreja no Brasil sobre o exorcismo. O livro foi apresentado durante uma a 55ª Assembleia Geral dos Bispos.

A prática dos exorcimos foi pouco difundida no Brasil, mas ganhou expressão com a ajuda, sobretudo, de movimentos carismáticos. Segundo explicou o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, Dom Pedro Carlos Cippolini, o subsídio foi um pedido dos bispos a partir das circusntâncias que permeiam a sociedade e a Igreja

A centralidade do livro é uma reflexão sobre o “problema do mal”. “Niguém pode negar que o mal está aí”, afirmou Dom Pedro, enfatizando que é sobre isso que o documento trata, além de dar orientações práticas sobre a questão.

Com informações do Potal cançãonova.com

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.