CRIANÇA DE UM ANO FICA EM COMA APÓS PAI DAR CACHAÇA COM REFRIGENTANTE

Um homem foi preso pela Polícia Militar, no município de Mucuri, no Sul da Bahia, acusado de dar refrigerante misturado com cachaça ao filho de apenas 1 ano de idade. 

De acordo com informações do 2° Pelotão da 89ª CIPM, ao se deslocar ao imóvel, na Rua Salvador, no Bairro Brisa do Mar, a equipe policial encontrou o bebê desmaiado na cama, na madrugada de domingo (17). Criança de 1 ano fica em coma após pai dar cachaça.

Segundo a PM, Cleciano de Souza Santos, de 26 anos, foi denunciado pela companheira e mãe da criança, que não teve a identidade revelada. A suspeita é que a criança tenha entrado em coma alcoólico, já que a mãe não conseguia acordá-la após a ingestão da bebida.

Conforme informações do site Liberdade News, a criança foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e, em seguida, transferido para Unidade Municipal Materno Infantil (UMMI) em Teixeira de Freitas, onde deu entrada ainda desacordada. O bebê permanceu internado na unidade e o estado de saúde dele é desconhecido.

O acusado foi conduzido para a 8ª COORPIN em Teixeira de Freitas. Em depoimento ao delegado Charlton Bertolini, ele negou a versão e disse que a criança tinha ingerido a bebida sem que ele percebesse.

O coma alcoólico acontece quando a pessoa fica inconsciente devido aos efeitos do excesso de álcool no organismo. Geralmente, ele ocorre quando se bebe descontroladamente, ultrapassando a capacidade do fígado de metabolizar o álcool, o que leva à intoxicação do cérebro e de diversos órgãos do corpo.

Esta condição é considerada um estado grave, e caso não seja rapidamente tratada, pode levar à morte, devido à diminuição da capacidade respiratória, lentificação dos batimentos cardíacos, além de queda dos níveis de glicose no sangue ou outras complicações como desenvolvimento de arritmias, por exemplo.

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.