MEMBRO DO PCC QUE SE ENTREGOU A POLÍCIA ESTÁ FORAGIDO POR CONTA DA LEI ELEITORAL

André Luís da Costa Lopes, o 'Andrezinho da Baixada', acusado de matar os líderes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) Rogério Jeremias de Simone, o 'Gegê do Mangue', e Fabiano Alves de Souza, o 'Paca', no Ceará, está foragido. Ele se entregou à Polícia Civil de São Paulo no último dia 25 de outubro, mas foi liberado devido à lei eleitoral e ainda não foi localizado.


Naquele dia, 'Andrezinho' compareceu à Delegacia de Guarujá, prestou depoimento e informou o seu endereço, no Município. O Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965) determinava que ninguém, no País, fosse detido - com exceção de flagrante delito e de presos com sentença condenatória - até 17h de terça-feira (30), há uma semana.

Entretanto, após o fim do prazo, os policiais não conseguiram cumprir o mandado de prisão preventiva determinado pela 1ª Vara da Comarca de Aquiraz. A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou, por nota emitida pela assessoria de comunicação, "que os setores de investigação e inteligência realizam buscas pelo autor, que está foragido".

Liderança

Um advogado ouvido pelo Sistema Verdes Mares afirmou que, nesse caso, a ordem judicial segue em aberto, e o acusado continua considerado um foragido da Justiça. Ele é apontado pelos investigadores como uma das lideranças do PCC na Baixada Santista, com notório poder, em especial em Guarujá, onde se entregou à Polícia.

'Andrezinho' teria assumido o tráfico de drogas em toda a Baixada Santista, após o assassinato de Wagner Ferreira da Silva, o 'Cabelo Duro', que aparece na denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE) como um dos mandantes das mortes de 'Gegê' e 'Paca', em Aquiraz, em 15 de fevereiro deste ano. As investigações apontam que 'Cabelo Duro' foi morto no dia 23 seguinte, a mando do próprio PCC, como "queima de arquivo".

Para o MPCE, 'Andrezinho da Baixada' era um dos homens presentes no local do crime, em um helicóptero da organização criminosa, e que executaram a dupla a tiros, em uma aldeia indígena. Ele foi acusado por homicídio qualificado e organização criminosa. A defesa do suposto membro do PCC não atendeu aos telefonemas.

Interpol

Dos dez acusados de matar 'Gegê do Mangue' e 'Paca', seis entraram para o Canal de Difusão Vermelha da Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal), a lista dos criminosos mais procurados do mundo, na semana passada. São eles: Carlenilto Pereira Maltas, o 'Ceará'; Erick Machado Santos, o 'Neguinho Rick da Baixada'; Felipe Ramos Morais; Maria Jussara da Conceição Ferreira Santos; Renato Oliveira Mota; e Tiago Lourenço de Sá de Lima. Conforme a Interpol, o grupo pertence a uma organização criminosa que se associou para cometer assassinatos graves, com uso de documentos falsos.

A 1ª Vara de Aquiraz tinha determinado a inclusão dos dez denunciados no Canal de Difusão Vermelha, no dia 19 de setembro último. Porém, 'Andrezinho da Baixada' e outros três acusados (Gilberto Aparecido dos Santos, o 'Fuminho'; Jefte Ferreira Santos; e Ronaldo Pereira Costa) ainda não constavam na lista, até o fechamento desta matéria.

Dentre todos os acusados, apenas o piloto Felipe Morais está preso, na Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.