PERÍCIA INDICA POSSÍVEL AUTOMUTILAÇÃO NO CASO DA GAROTA COM SUÁSTICA MARCADA NO CORPO

Nesta semana, teve fim a apuração pericial das lesões do caso de mulher supostamente agredida por eleitores de Jair Bolsonaro, em Porto Alegre. A denúncia, repercutida há duas semanas, era de que o trio pró-Bolsonaro havia marcado uma suástica - símbolo do Nazismo - com canivete no corpo da jovem de 19 anos. A conclusão do Instituto Geral de Perícias (IGP), no entanto, é de que possivelmente trata-se de automutilação. O laudo pericial define as lesões como superficiais e uniformes, sem profundidade, sugerindo que a ação pode ter sido provocada por ela mesma, ou até mesmo com o consentimento dela, sem reações. Segundo os peritos, não há indícios de embate corporal. 


Por outro lado, Paulo César Jardim, delegado responsável pelo caso, ainda não estabeleceu prazo de conclusão da investigação e ainda pretende ouvir a vítima. 

As informações são do jornal gaúcho Zero Hora.

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.