MARADONA DIZ QUE SERIA VICE DE CRISTINA KIRCHNER

Kirchnerista desde a chegada de Néstor Kirchner ao poder, em 2003, o ex-jogador de futebol Diego Maradona disse, em entrevista ao jornal argentino Clarín, que seria vice em uma candidatura de Cristina Kirchner às eleições presidenciais de outubro de 2019.


Maradona, que atualmente é técnico do Dorados de Sinaloa, no México, diz ter recebido recomendação do líder cubano Fidel Castro, antes de ele morrer, de que deveria se dedicar mais à política e poderia fazer isso se aliando a Cristina.

Crítico do governo de Mauricio Macri, Maradona disse que o atual presidente argentino colocou "seus amigos" no poder e todos estão "roubando" a nação. "Ver um país que era estável e, de repente, tudo cai como se fosse um boneco de neve. Os americanos querem se apoderar de tudo", disse o ex-jogador, criticando também o governo Donald Trump, nos EUA. Fonte: Associated Press.

O POVO

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.