CORPO É ENCONTRADO DECAPITADO E COM INDÍCIOS DE VIOLÊNCIA SEXUAL, EM FORTALEZA

Mais um crime brutal é registrado nas ruas de Fortaleza por conta da guerra travada entre facções criminosas ligadas ao tráfico de drogas e aos presídios. Na manhã desta terça-feira (30), moradores da zona Oeste da cidade encontraram um corpo decapitado. A Polícia esteve no local em busca de pistas para identificar a vítima e os assassinos. Até agora, ninguém foi preso.


O corpo sem a cabeça foi deixado pelos criminosos em meio a um lamaçal em um terreno baldio nas margens da Lagoa do Urubu, no bairro Álvaro Weyne. A vítima foi encontrada semidespida e de bruços na lama. A Polícia não revelou, ainda, o sexo da pessoa assassinada.

Moradores da área informaram serem comuns os achados de cadáveres nas margens da Lagoa do Urubu. Criminosos levam suas vítimas para o local e ali estas são executadas, geralmente, durante a madrugada, e os corpos aparecem na manhã seguinte.

Uma equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no local juntamente com a Perícia Forense do Ceará (Pefoce) para iniciar os trabalhos de investigação acerca do crime.

Outros casos

Há duas semanas, um corpo também esquartejado e decapitado, mas com a cabeça deixa próxima ao restante do corpo, foi encontrado no Município do Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza. Dias depois, os restos mortais foram reconhecidos na Pefoce como sendo do jovem Danilo Augusto da Silva, 21 anos. O crime ocorreu na manhã do último dia 21.

Na manhã do dia 6 último, uma cabeça humana foi deixada dentro de um saco em plena via pública na cidade de Pacajus, na RMF. A vítima decapitada foi identificada como sendo o estudante João Batista da Rocha Freitas, que tinha 15 anos de idade.

Na semana passada, um corpo foi encontrado esfaqueado dentro de um carrinho de mão, na Avenida Mozart Lucena, no bairro Vila Velha, na zona Oeste da Capital.

BLOG FERNANDO RIBEIRO

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.