MULHER É PRESA E CONFESSA TER DECAPITADO MARIDO APÓS SER AGREDIDA POR ELE

De acordo com a corporação, a presa ainda não tem advogado, mas alegou que matou o marido em legítima defesa, conforme explicou o delegado que investiga o caso Glênio Ricardo Alves.


“Depois que encontramos o corpo, soubemos que ela estava em Itaguari registrando ocorrência de Maria da Penha contra o marido. Buscamos e levamos até a delegacia de Jaraguá. Aqui, ela contou que o marido estava bêbado, ela tinha apanhado e deu uma facada no pescoço dele. Depois que ele caiu ela deu vários golpes no corpo e decapitou a vítima com um machado”, contou ao G1.

Conforme o delegado, a mulher apresentava ferimentos aparentemente leves pelo corpo. Em depoimento, ela contou que estava tomada de muita raiva no momento do crime, por isso, mesmo após o marido estar morto, ela o decapitou. A corporação investiga a versão dela do caso e apura se ela agiu sozinha.

Segundo Glênio, a mulher ficou presa em flagrante por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

MASSAPÊ CEARÁ

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.