MINISTÉRIO PÚBLICO DO CEARÁ RECEBE 3 PRÊMIOS NACIONAIS

Três prêmios do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) foram entregues ao Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) nesta quinta-feira (13). A cerimônia de premiação aconteceu durante o 9º Congresso Brasileiro de Gestão do Ministério Público, em Brasília. Na categoria “Redução da Criminalidade”, o projeto “Tempo de Justiça” foi o primeiro colocado.


Os demais prêmios foram conquistados pelo “Sistema de Investigação do MPCE (Simpce)”, que ficou em segundo lugar na categoria “Tecnologia da Informação”, e pelo projeto “Valores Humanos na Educação Infantil”, terceiro colocado na categoria “Defesa dos Direitos Fundamentais”.

O “Tempo de Justiça” tem o objetivo de diminuir o tempo de julgamento dos casos de homicídios ocorridos em Fortaleza. Isto acontece com uma ferramenta virtual que monitora o tempo dos processos em cada fase e, mensalmente, um comitê gestor – com membros do MPCE, Tribunal de Justiça (TJCE), Governo do Estado (Vice-Governadoria e SSPDS), e Defensoria Pública – reúne-se para avaliar e solucionar os entraves.

“Estamos emocionados por recebermos três prêmios logo na primeira vez em que concorremos, arrastando três grandes colocações dentre 686 projetos avaliados, de todo o país”, diz o procurador-geral de Justiça, Plácido Rios. Segundo ele, o reconhecimento mostra que o órgão está “muito maior, mais respeitado e mais forte”.

O Simpce, por sua vez, foi criado para simplificar e agilizar as investigações do Ministério Público cearense. No sistema, foram desenvolvidos mecanismos de buscas, cruzamento, análise e integração de bases de dados de diversos órgãos, assim como relatórios de inteligência e gráficos de vínculos automatizados, cruzamento de informações bancárias de pessoas investigadas, e coleta e cruzamento de informações de pagamentos efetuados pelos municípios a fornecedores ou prestadores de serviços.

Já o projeto Valores Humanos na Educação Infantil foi lançado em fevereiro de 2017 e tem o objetivo de promover ações que garantam os valores morais e éticos como base pedagógica da educação infantil. Em parceria com o Instituto Myra Eliane, profissionais que atuam no ensino infantil serão capacitados para promover uma visão humanística da educação que os afaste de um conceito utilitarista.

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.