EM FORTALEZA, BOULOS CRITICA ALIANÇA DO PT COM O MDB NO CEARÁ

Durante discurso na sede do PSOL, em Fortaleza, no início da tarde deste sábado (22), o candidato à Presidência da República do partido, Guilherme Boulos (PSOL), criticou a aliança do PT com o MDB em alguns estados, inclusive no Ceará, com o apoio do governador Camilo Santana (PT) à reeleição do senador Eunício Oliveira (MDB). 


Ele disse que o “único lugar” do MDB em eventual governo seu é na oposição. “No nosso palanque não cabe golpista, porque tem uma coisa impressionante e tenho visto isso aqui. Duas candidaturas pelas quais a gente tem respeito e estiveram contra o golpe, mas parece que estão fazendo uma disputa para ver quem fica com o Eunicio. Aqui, parece que teve caravana do Eunicio com Ciro e depois o Haddad veio aqui e deu um abração no Eunicio”. 

Alfinetada em Ciro

Boulos também alfinetou a candidatura de Ciro Gomes ao afirmar que ele “não vai negociar a reforma agrária e a demarcação de terras indígenas para ter ruralista na vice de chapa”. Ele fez referência à vice-candidata da chapa de Ciro, senadora Katia Abreu (PDT), pecuarista e conhecida pelas suas posições contra a demarcação e o assentamento de terras. 

O candidato à presidente da República do PSOL ainda ressaltou a campanha de mulheres no Brasil, “na luta contra Bolsonaro”. “A nossa posição tem sido sempre de estar na linha de frente contra o fascismo”. 

Essa é a terceira visita de Guilherme Boulos ao Ceará. Depois de participar de ato na sede do PSOL, em Fortaleza, ele faz um comício à noite, na Praça da Gentilandia, a partir das 18h, ao lado da sua vice, Sonia Guajajara, e do candidato ao Governo do Estado, Ailton Lopes.

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.