CADEIA PÚBLICA DE ICAPUÍ É ALVO DE OPERAÇÃO DO MPCE

A Cadeia Pública da Comarca de Icapuí a, aproximadamente, 200 Km de Fortaleza, foi alvo da Operação 'Manzuá', deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) nesta quinta-feira (20). Nas diligências, foram apreendidos 14 celulares, três pendrives, chips e drogas.


Segundo o Ministério Público, a partir de uma ordem judicial concedida pela Vara Única da Comarca de Icapuí, equipes realizaram inspeção extraordinária com objetivo de apreender materiais ilícitos. A cautelar foi solicitada no Procedimento de Investigação Criminal (Pic), instaurado pela Promotoria de Justiça de Icapuí.

Os promotores de Justiça que participaram da ação afirmaram que a Cadeia Pública de Icapuí se encontra em "péssimas condições". Os membros do MPCE ressaltaram que o equipamento abriga 44 presos. Cerca de 32% dos detentos tinham aparelhos celulares.

Durante a apreensão dos aparelhos eletrônicos, um preso integrante de uma facção criminosa destruiu seu celular. Conforme o órgão, a vistoria aconteceu com apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Estado do Ceará, Grupo de Apoio Penitenciário (GAP) da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), Núcleo de Segurança e Disciplina (Nused) da Coordenadoria de Inteligência (Coin) e de agentes penitenciários da unidade.

Da parte do MP estiveram envolvidas as Promotorias de Justiça de Execução Penal e Corregedoria de Presídios, a Promotoria de Justiça de Icapuí, o Núcleo de Investigação Criminal (Nuinc) e o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco). A operação foi batizada como 'Manzuá' pelo nome fazer referência a armadilha usada para pesca de lagosta.

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.