3 MULHERES SÃO ASSASSINADAS EM MENOS DE 24 HORAS NA REGIÃO METROPOLITANA DO ESTADO

No intervalo inferior a 24 horas, a Região Metropolitana de Fortaleza registrou o assassinato de três mulheres. Em Caucaia, uma adolescente de 16 anos foi morta e os outros dois casos envolveram uma jovem de 19 anos, assassinada em Maranguape, e uma mulher de 26 anos executada a tiros em Aquiraz. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) ainda não se pronunciou sobre os casos.


Nessa última ocorrência, segundo informações da TV Diário, Rosivânia Silva Ferreira participava de um bingo quando um grupo de homens armados chegou ao local e efetuou diversos disparos na cabeça da vítima. De acordo com testemunhas, Rosivânia vinha sofrendo ameaças de morte. Nenhum dos criminosos, assim como o veículo utilizado na ação, foram identificados. 

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que a vítima estava em um bar quando foi alvo dos disparos. Até então, de acordo com o órgão, a Polícia Civil, por meio da DHPP, investiga o caso para identificar o suspeito e descobrir a motivação do crime.

Taxista é assaltada

Outra mulher foi alvo de ação criminosa na noite de sábado na Capital cearense. Uma taxista pegou dois passageiros no terminal de ônibus de Messejana e teve o veículo levado. Armados com um revólver calibre 38, João Vitor de Lima, 19, e um adolescente foram capturados pela Polícia Militar na CE-040. A vítima saiu ilesa fisicamente da abordagem da dupla.

A perseguição teve início na altura da entrada da comunidade do Pôr do Sol. Após troca de tiros, os criminosos perderam a direção do veículo Corola e acabaram colidindo. O carro ficou completamente destruído. O caso segue investigado pela Delegacia da Criança e Adolesecente (DCA). 

Números alarmantes

Até o dia 12 de setembro deste ano, foram registrados 321 homicídios à mulheres no Estado, segundo dados da SSPDS. Isso representa um aumento de 60%, se comparado a 2017, quando no mesmo período, 197 mulheres perderam a vida. 

Destes 321 homicídios a mulheres de 2018, apenas 15 foram registrados pela SSPDS dentro da categoria de feminicídio - crime que tem como principal característica o fato de a vítima ser mulher. A SSPDS esclarece que a maioria dos registros de morte de mulheres está ligada ao tráfico de drogas, o latrocínio e disputa entre grupos criminosos.

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.