SEIS ESCOLAS TEM ENERGIA CORTADA EM IBARETAMA POR FALTA DE PAGAMENTO

Alunos, pais e professores de seis escolas da rede municipal de Ibaretama (a 142Km de distância de Fortaleza) foram surpreendidos com o corte de energia elétrica realizado pela Enel Distribuição Ceará. Essas unidades de ensino fundamental tiveram as atividades interrompidas no segundo dia do retorno às aulas, no início deste segundo semestre. Os cortes foram realizados na tarde dessa segunda-feira (6), causando transtornos, principalmente o risco de perda da merenda escolar. Os congeladores das escolas tinham acabado de receber alimentos perecíveis.


A secretária de Educação de Ibaretama, professora Geane Vládia Lima, à frente da pasta há pouco mais de um mês, confirmou o atraso no pagamento das contas de energia como motivo dos cortes. Lamentou apenas não ter sido informada da medida extrema adotada. "Quase mil estudantes dos 2.600 matriculados nas nossas escolas foram prejudicados. Estamos nos esforçando para solucionar o problema, mas a energia deverá estar normalizada somente nesta sexta-feira, quando acabarmos de pagar parte das contas".

Ela se refere à negociação com o representante regional da concessionária de energia. Ficou acertada a quitação do débito dos estabelecimentos afetados, dois deles, a Escola de Ensino Fundamental José Gustavo de Queiroz, no distrito de Piranji, e a Escola de Ensino Fundamental Francisco José de Freitas, no distrito de Oiticica, com mais de 300 alunos cada. O débito atrasado soma mais de R$ 80 mil.

Ainda de acordo com a representante do Município, a inadimplência atual com a Enel é de R$ 980 mil, referente a vários órgãos públicos de Ibaretama. Os valores são reajustados constantemente, por conta dos juros e das multas. Mais da metade dessa dívida, R$ 520 mil, é alusiva à iluminação pública da cidade e dos seus quatro distritos: Piranji, Oiticica, Nova Vida e Pedra e Cal. Desse volume, a maior parte é herança da administração municipal anterior. "É um dos poucos municípios do nosso Estado onde o consumidor não paga esse tipo de serviço", completou a secretária.

Notificações

A Enel informou somente ter tomado essa decisão após enviar notificações e tentar negociar o débito em várias ocasiões. Atualmente, a companhia possui 123 prefeituras do Ceará com débitos em unidades consumidoras. Esta semana, a empresa suspendeu do fornecimento de energia de 34 unidades das prefeituras de Aracoiaba, Beberibe, Caridade, Ererê, Granja, Tarrafas e Ibaretama, devido ao não pagamento de faturas.

No caso de Ibaretama, a distribuidora acrescenta que está em negociação com a Prefeitura e amanhã (8) as escolas terão a energia religadas. Sobre os cortes em estabelecimento de ensino, conforme a companhia, a resolução 414 da Aneel estabelece serem considerados serviços essenciais aqueles cuja interrupção coloque em perigo iminente a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população como, por exemplo, unidades hospitalares, de esgoto e lixo, tratamento e abastecimento de água.

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.