IDOSA MORRE AO CAIR DE JANELA TENTANDO FUGIR DE FLAGRANTE E USANDO CORDA DE LENÇOL

A costureira Vera Lúcia Moreira de Souza, de 61 anos, morreu nesta quinta-feira (2) no Hospital Regional de Sorocaba, interior de São Paulo. Ela estava internada desde o último domingo (29) com traumatismo craniano após tentar fugir pela janela em uma corda feita com lençóis da casa do empresário Antônio Filho, de 68 anos, com quem mantinha relacionamento.


O incidente aconteceu depois da chegada da namorada do homem ao local, segundo Antônio Filho relatou à Polícia Militar. A ideia era que Vera Lúcia se escondesse na casa dos fundos. No entanto, ao tentar descer os 3,5 m que distanciam a janela e o chão, ela se desequilibrou faltando 1,5 m e se feriu depois de bater a cabeça.

Nesta quarta-feira (1º), o empresário prestou depoimento à Delegacia da Mulher da cidade, responsável pela investigação. Na saída do local, ele negou que havia dito aos policiais militares que a idosa improvisou uma corda para fugir pela janela. Ele qualificou o caso como "fatalidade", negou ter assassinado a costureira e não quis dar mais detalhes para "preservar a sua imagem".

O caso de Vera Lúcia foi registrado como lesão corporal gravíssima e violência doméstica no plantão da Delegacia Norte de Sorocaba e encaminhado para a Delegacia da Mulher de Sorocaba.

MASSAPÊ CEARÁ

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.