ONDA DE CALOR DEIXA MAIS DE 70 MORTOS NO JAPÃO

Uma onda de calor que atinge o Japão já deixou 77 mortos nas últimas duas semanas, incluindo nove nesta segunda-feira (23), de acordo com informações da agência Kyodo News.


Ao menos 30 mil pessoas procuraram atendimento em hospitais nesse período devido às altas temperaturas, que chegam a ultrapassar 40ºC.

Nesta segunda os termômetros na cidade de Kumagaya (65 km a noroeste de Tóquio) registraram 41,1ºC, um recorde na história do país, segundo a Agência Meteorológica do Japão. O recorde anterior, de 41ºC, era da cidade de Ekawasaki em agosto de 2013.

A maior parte das vítimas é de idosos com histórico de problemas respiratórios ou cardíacos, muitos deles sem ar condicionado em casa. 

Com a temperatura se mantendo acima de 35ºC em quase todo o país - só a ilha de Hokkaido, ao norte, tem temperaturas mais amenas - o governo japonês emitiu um alerta para a população.

A recomendação das autoridades é que as pessoas bebam bastante água para se manterem hidratadas, evitem a luz do sol e usem ar condicionado.

Na capital Tóquio a temperatura chegou a 40,8ºC nesta segunda, a mais alta da história na cidade. Os bombeiros afirmaram que, devido ao calor, receberam no domingo (22) 3.125 chamadas de emergência para atendimento, um recorde desde o início do serviço, em 1936.

A onda de calor no país começou logo após uma série de chuvas que deixaram mais de 200 mortos em todo o país. 

Além do Japão, a onda de calor atingiu também a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, onde provocou ao menos dez mortes, de acordo com a agência Associated Press. A previsão é que as altas temperaturas se mantenham pelas próximas duas semanas.

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.