LAUDO DO IML CONFIRMA QUE VITÓRIA GRABRIELLY LUTOU COM O ASSASSINO

O laudo divulgado pelo Insituto Médico Legal (IML) nesta terça-feira, 26, confirmou que Vitória Gabrielly lutou contra seu assassino antes de ser morta, no mesmo dia de seu desaparecimento. A menina de doze anos havia ficado desaparecida por oito dias na cidade de Araçariguama, no interior de São Paulo, após sair para andar de patins. 


A avaliação identificou marcas no corpo da menina, como roxos no antebraço caracterizados como "lesões de defesa e marcas de contenção". As marcas "sugerem que a vítima foi contida por instrumento contundente". Lesões internas na musculatura levaram à constatação de que a morte foi causada por "asfixia mecânica traumática por estrangulamento".

O documento não conseguiu constatar se houve abuso sexual, pois o corpo já estava em estado de decomposição avançado quando foi encontrado. O laudo confirmou também que Vitórias não ingeriu drogas ou medicamentos antes de morrer. 

A polícia espera agora pelo laudo que compara o material genético e as impressões digitais encontradas na cena do crime com o DNA de Julio Cesar Lima Ergesse, preso temporariamente. A investigação também irá comparar o material com o casal acusado por Ergesse de ter estado com a vítima. 

De acordo com o portal de notícias UOL, um investigador confirmou que a hipótese principal continua sendo de que Vitória teria sido morta por engano, mas nenhuma hipótese foi descartada até o momento. 

O POVO

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.