SEM FORO PRIVILEGIADO, INVESTIGAÇÃO CONTRA ALCKMIN PODE PARAR NAS MÃOS DE MORO

O deputado federal Majos Olímpio (PSL) protocolou, nesta terça-feira (10), um pedido, junto à Procuradoria Geral da República (PGR) e ao Supremo Tribunal Federal (STF), para que a investigação contra o presidenciável tucano Geraldo Alckmin seja enviada para as mãos do juiz federal Sérgio Moro.



Alckmin é acusado, no âmbito da Operação Lava Jato, pelo recebimento de propinad de R$ 10,7 milhões da Odebrecht, através de seu cunhado, nas eleições de 2010 e 2014. O processo estava no STF devido ao foro privilegiado do tucano, que era governador de São Paulo. Mas Alckmin deixou o cargo para se candidatar à presidência, perdendo o privilégio.

CEARÁ NEWS

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.