IVO ACUSA MPF E JUSTIÇA ELEITORAL DE USAREM SUA CASSAÇÃO PARA ATINGIR CID E CIRO

O prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), afirmou, em entrevista no último fim de semana, que está sendo usado, no processo que decretou sua cassação, para atingir seus irmãos Cid e Ciro Gomes (PDT) em ano eleitoral. “Isso me chateia”, disse o gestor.



Na “narrativa” de Ivo, o juiz da 24ª Zona Eleitoral de Sobral, Fábio Falcão, que decretou sua cassação em 2017, estaria usando os crimes cometidos pelo Ferreira Gomes durante a campanha de 2014 para “desgastar a imagem do Ciro e desgastar a imagem do Cid”.

Pela lógica do prefeito de Sobral, até mesmo o Ministério Público Federal (MPF) estaria envolvido nessa “trama” para atingir Cid e Ciro. O órgão emitiu, no dia 2 de abril, parecer favorável à cassação de Ivo por compra de voto durante a campanha de 2014.

Entenda

A cassação de Ivo foi decretada em 27 de novembro de 2017 por compra de voto na madrugada do dia 1 de outubro de 2016, véspera de eleições, no Centro de Sobral. Segundo a decisão de Fábio Falcão, testemunhas disseram que os votos eram comprados por R$ 50 e R$ 100 em “santinhos”.

Outra testemunha afirmou ter ouvido do próprio Ivo Gomes que um homem iria entregar-lhe “um negócio”; ; instantes depois, um rapaz apareceu com um envelope contendo R$ 5 mil a ser dividido entre 20 e 25 pessoas.

“Constata-se existir conjunto compratório suficiente nestes autos, aptos a demonstrar a prática da captação ilícita de sufrágio por Ivo Ferreira Gomes, implicando a incidência ope legis das penas de multa e cassação dos diplomas, sem espaço para ponderação decorrente dos princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, como requerem os recorrentes”, traz o parecer do MPF

O processo está , agora, nas mãos do juiz Alcides Saldanha do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará. O magistrado foi colega de turma de Direito do prefeito Ivo.

CEARÁ NEWS

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.