POLÍCIA VAI OUVIR EX-MULHER E FILHOS DO MILIONÁRIO DA MEGA-SENA MORTO A TIROS NO CEARÁ

A polícia vai ouvir na manhã desta terça-feira (6) a ex-mulher e os dois filhos de Miguel Ferreira, empresário vencedor da Mega Sena morto a tiros na madrugada de domingo (4), no município de Campos Sales, na Região do Cariri.

Miguel foi morto em um bar na madrugada do domingo (Foto: Facebook/Reprodução)

"Hoje pela manhã eu aguardo a chegada da ex-esposa e dos dois filhos. A ex-esposa está na cidade desde domingo. Os filhos sempre moraram aqui. Ficou decidido que eu conversaria com ela nesta terça. Os filhos também vão ser ouvidos", disse o delegado de Campos Sales, Bruno Fonseca.

Ainda segundo o delegado nesta terça-feira serão ouvidos novas testemunhas que estavam ao lado do empresário no momento dos tiros, além do proprietário da bar, local onde ocorreu o crime.

"Vamos ouvir os relatos de novas testemunhas que estavam próximo ao empresário. Considero que são boas testemunhas e que podem ajudar nas investigações. O dono do estabelecimento também vai ser ouvido por mim. Tudo isso espero que aconteça pela manhã", afirmou

Delegado diz ter suspeito do assassino de milionário no interior do Ceará.

Suspeitos

A polícia já tem suspeitos do assassinato do empresário. "Importante que já há suspeitos da autoria do crime, mas diligências estão sendo feitas pelas equipes da Polícia Civil no intuito de corroborar com as investigações", disse o delegado.

"E sendo essas confirmadas, as devidas representações serão formuladas perante o Judiciário pra que a pessoa envolvida nesse crime seja presa e eventualmente possa responder perante a Justiça", completou o policial.

R$ 39 milhões

Segundo a polícia, a vítima era ganhadora de um prêmio de R$ 39 milhões na Mega-Sena, em um sorteio realizado no ano de 2011. Ele deixou São Paulo e foi para o Ceará após ganhar o prêmio.

A Polícia Civil informou que, atualmente, Miguel Ferreira atuava como empresário do ramo de aluguéis de imóveis. A polícia informou, ainda, que a vítima possuía passagens por embriaguez ao volante e desacato.

Em entrevista à TV Verdes Mares, testemunhas relataram que o assassinado "veio para matar mesmo". "Só ouvi os tiros, quando dei fé, o homem estava morto na mesa. E o cara que atirou saiu e ninguém deu notícia para onde esse homem correu. O cara já veio para matar mesmo", afirmou.

Cidade de Campos Sales, no Ceará, onde Miguel Ferreira foi morto.


G1

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.