MENTOR DE ESTUPRO COLETIVO NO PIAUÍ FOI CONDENADO A MAIS DE 100 ANOS

Na madrugada desta quarta-feira (28), Adão José de Sousa, de 43 anos, foi condenado a 100 anos e 8 meses de prisão em regime fechado acusado de ser o mentor do estupro coletivo de quatro adolescentes em maio de 2015, em Castelo do Piauí, distante 189 km de Teresina. As informações são do portal de notícias G1.

Mentor de estupro coletivo é condenado a mais de 100 anos de prisão no Piauí

No julgamento, que aconteceu a portas fechadas, o réu negou envolvimento no crime. No entanto, o tribunal do júri, formado por cinco mulheres e dois homens, entendeu que Adão de Sousa teve participação no estupro e orientou a ação dos quatro adolescentes também envolvidos no crime.

Adão foi denunciado pelo Ministério Público por porte ilegal de arma, estupro qualificado, homicídio qualificado, tentativa de homicídio, corrupção de menores e associação criminosa.

Crime 

Em maio de 2015, quatro adolescentes, com idades entre 15 e 17 anos, foram agredidas, estupradas e arremessadas do alto de um morro de cerca de 10 metros de altura, na cidade de Castelo do Piauí. Umas das vítimas morreu no hospital 10 dias após o crime.

Além de Adão Silva, quatro adolescente foram apontados como autores do crime. Os menores envolvidos foram condenados a cumprir três anos de internação como medida socioeducativa. 

Dois meses após o crime, um dos adolescentes condenados foi morto dentro do alojamento do Centro Educacional Masculino para adolescente infratores. Segundo a polícia, o jovem de 17 anos foi morto a socos e pontapés pelos outros adolescentes envolvidos no estupro. O assassinato teria sido motivado por vingança, pois o adolescente morto ajudou nas investigações do estupro coletivo.

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.