VÍDEO FLAGRA LADRÃO MASTURBANDO E FAZENDO SEXO ORAL EM VÍTIMA ÁLCOOLIZADA ANTES DO ASSALTO

A maioria das pessoas provavelmente já ficou tão bêbada que teve que dormir em algum lugar até que o efeito do álcool passasse para poder ir embora com segurança. No entanto, o que aconteceu com esse homem surpreendeu até ele mesmo, após ter acordado de um apagão devido ao álcool em um banco público na cidade de Liuzhou, na China.


De acordo com informações de imprensa local, o homem, identificado apenas como Ah Jun, desmaiou no banco por volta das 5 horas da manhã do último domingo. Quando acordou, ficou surpreso ao descobrir que havia sido abusado e perdido alguns documentos e um celular.

Ele também percebeu que o cinto da calça estava solto.

Em alguns casos, quando uma pessoa sai com amigos de confiança, eles impedem que uma pessoa que está bêbada sofra esse tipo de abuso. Mas, infelizmente, o jovem estava sozinho. Chocado, ele imediatamente foi até uma delegacia de Polícia e registrou queixa relatando o caso.

A polícia começou o trabalho de investigação, obtendo as filmagens de câmeras de vigilância do local do incidente. Nas imagens obtidas pela polícia, é possível ver que o homem tinha caído no sono induzido pelo álcool em um banco.

Várias pessoas são vistas passando próximo da vítima, mas nada desagradável aconteceu com o inconsciente até as 4h30, quando um homem se aproximou de Ah Jun. O suspeito olhou em volta para se certificar de que não havia ninguém mais que pudesse testemunhar seu crime. 

O homem afrouxou o cinto de Ah Jun, desabotoou as calças e começou a acariciar os órgãos genitais da vítima.

Durante a agressão sexual ao homem inconsciente, o telefone de Ah Jun caiu do bolso. O suspeito a pegou antes de continuar a ação. Depois de cerca de 5 minutos, o homem tira a carteira do bolso de Ah Jun e saiu da cena.

Os vídeos foram divulgados no WeChat, quando a polícia começou a rastrear o homem. Por sorte, eles conseguiram encontrar o acusado, que tem 20 anos, em um hotel localizado a apenas 200 metros da cena do crime. O suspeito disse à polícia que era gay e que, quando viu a vítima dormindo lá, ficou encantado. Não contente em molestar a vítima, ele decidiu roubar seus pertences e mais 600 yuans (R$ 286) de sua carteira.

No entanto, a boa aparência de Ah Jun deve ter realmente conquistado o coração do agressor porque ele jogou a carteira fora, mas guardou o cartão de identificação da vítima como lembrança. Embora não tenha sido divulgado se foram apresentadas acusações contra ele, o homem permaneceu sob custódia policial.


 Blastignews

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.