DEFESA DO EX-PRESIDENTE LULA APRESENTA RECIBOS ORIGINAIS A JUSTIÇA

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregou à Justiça, ontem, "31 folhas referentes a recibos de aluguel" do apartamento 121, do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo (SP). O juiz federal Sérgio Moro havia dado 48 horas para a apresentação dos originais da documentação contestada pela força-tarefa da Operação Lava-Jato.


O apartamento, vizinho à residência de Lula, está em nome do engenheiro Glaucos Costamarques, apontado pelos investigadores como "laranja" do petista.

Glaucos é primo distante do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula.

A investigação sobre a autenticidade dos recibos do aluguel que teria sido pago a Glaucos pelo uso do imóvel foi aberta por iniciativa do Ministério Público Federal, por meio de um incidente de falsidade.

Os advogados do ex-presidente rechaçam a suspeita. Eles haviam entregue à Justiça cópias dos recibos, alguns com datas inexistentes no calendário, como 31 de novembro.

Ontem, os advogados de Lula apresentaram à Justiça um e-mail atribuído a Costamarques em que ele afirma ao contador do petista que recebeu aluguéis do apartamento.

O e-mail, com data de 7 de abril de 2014, elenca os "aluguéis recebidos em 2013", e lista dois pagamentos de R$ 3.660 e dez pagamentos mensais de R$ 3.950. Eles corresponderiam ao período de janeiro a dezembro daquele ano.

O documento busca desmentir o depoimento de Costamarques, que afirmou em setembro a Moro que tomou um "calote" de Lula entre fevereiro de 2011, quando firmou contrato de aluguel do apartamento com Marisa Letícia, mulher de Lula, e novembro de 2015.

O Ministério Público Federal diz suspeitar que a operação entre Costamarques e a família de Lula foi fictícia e que o apartamento, na verdade, foi pago com recursos da Odebrecht com origem em propina do esquema de corrupção na Petrobras.

Defesa

Lula reafirmou, em discurso realizado ontem, que concorrerá às eleições gerais de 2018. "Se alguém quiser evitar que eu seja candidato, só tem um jeito: tenha coragem, crie um partido político e tente me derrotar nas urnas", desafiou.

No discurso, ele criticou duramente a imprensa, dizendo que "estão tentando destruir o PT desde 2005". O ex-presidente defendeu sua inocência nas investigações da Lava-Jato. A caravana por Minas Gerais deverá chegar à capital mineira no dia 30.


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.