15 SÃO PRESOS POR FRAUDE DE R$ 20 MILHÕES EM FINANCIAMENTOS RURAIS NO INTERIOR DO CEARÁ

A Polícia Federal realizou na manhã desta terça-feira (24) a Operação "Operação Gremlins II". De acordo com a polícia, o grupo criminoso atuou em 24 municípios do interior do Estado do Ceará. Quinze pessoas foram presas na segunda fase da operação, realizada nas cidades Fortaleza, Aquiraz, Cascavel, Morada Nova, Quixeramobim, Maranguape e Ipu.

Foto: (André Teixeira/G1 Ceará)

Nestas cidades, foi constatado um desvio de R$ 6,5 milhões. Conforme o delegado da PF Janderlyer Gomes, que presidiu a operação, nas demais 16 cidades onde ocorreu os crimes, a fraude causou um prejuízo estimado em R$ 20 milhões.

"A denúncia crime foi feita pelo Banco do Brasil, que apontou a fraude na agência da Parquelândia [em Fortaleza]. A partir daí a fraude se espraiou por mais 24 cidades do Ceará", explica o delegado.

Segundo o responsável pela investigação, o esquema criminoso contava com ajuda do gerente-geral do Banco do Brasil da Parquelândia, além de empresários e técnicos que fraudavam guias para aquisição de empréstimos.

"Eles faziam empréstimos que chegavam a R$ 70 para aquisição e manutenção de gados que eles não tinham. Para justificar o empréstimo, eles cooptavam pequenos produtos, que tinham gado. Esses pequenos produtores recebiam cerca de R$ 3 mil, R$ 4 mil", explica Janderlyer Gomes. Conforme a Polícia Federal, as pessoas que "emprestaram" o nome para realização da fraude também serão indiciados por participação no crime.

"Eles fazem esse tipo de empréstimo porque esperam que haja uma mudança na legislação que reduza ou elimine essas dívidas rurais", completa o policial. A fraudes ocorreram principalmente entre 2013 e 2014, quando houve investimento do Governo Federal no setor agrícola e realiza empréstimos a juros subsidiados, que chegavam a 4% ao ano.

O Banco do Brasil demitiu os ex-funcionários membros da quadrilha.

Prisões e apreensões

Polícia apreendeu carros de luxo com os membros da operação.

Segundo a polícia, a operação cumpre 28 mandados de busca e apreensão, 15 mandados de prisão temporária e 13 mandados de condução coercitiva, todos expedidos pela 32ª Vara da Justiça Federal em Fortaleza e a serem cumpridos em Fortaleza, Aquiraz, Cascavel, Morada Nova, Quixeramobim, Maranguape e Ipu.

A Justiça determinou apreensão de bens e bloqueou as contas dos principais envolvidos no esquema. No pátio da Polícia Federal estavam quatro veículos pertencentes aos suspeitos, entre eles uma BMW de luxo, avaliada em R$ 150 mil.

"A gente espera que com o avançar da operação - essa é fase 2 - que a gente faça apreensões e bloqueios que pelo menos amenize o prejuízo ao erário", afirma o delegado Derlano Cerqueira.

Nome da operação

A "Gremlins II" faz alusão aos monstros fictícios de filmes da década de 1980. "Sozinhos eles são inofensivos, mas quando se multiplicam o efeito é bem catastrófico", afirmou o delegado que presidiu a operação, justificando o nome da ação policial.

Na primeira fase da operação, realizada em 2015, a Polícia Federal prendeu quatro pessoas suspeitas de integrarem uma quadrilha que desviou cerca de R$ 25 milhões destinados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) na região Vale do Jaguaribe, no interior do Ceará.


G1

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.