NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, FACHIN MANTÉM DENÚNCIA CONTRA TEMER

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin decidiu, ontem, não atender ao pedido feito pela defesa do presidente Michel Temer para que a denúncia contra o ele e integrantes do PMDB seja devolvida à Procuradoria-Geral da República (PGR).

Resultado de imagem para EDSON FACHIN

Na decisão, Fachin entendeu que não cabe uma decisão sobre o pedido porque a questão deverá ser discutida na sessão desta quarta-feira (20) na Corte.

Na petição, a defesa de Temer pediu que a denúncia, feita na semana passada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, fosse devolvida antes da decisão do plenário, que deve analisar a suspensão do caso.

Para os advogados do presidente, o processo deve ficar paralisado até a decisão final sobre a validade das delações da JBS.

Na petição, o advogado Antonio Claudio Mariz, representante da defesa de Temer, alegou que as acusações referem-se a um período em que presidente não estava no cargo.

Segundo a Constituição, o presidente não pode ser alvo de investigação sobre fatos que aconteceram antes de assumir o governo. Temer foi denunciado por obstrução de justiça e chefia de organização criminosa.


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.