LULA ENCERRA CARAVANA, E SE DEFENDE DE ACUSAÇÕES E ATACA A JUSTIÇA

No dia em que foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República sob a acusação de participar de uma organização criminosa para desviar dinheiro da Petrobras, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva encerrou sua caravana pelo Nordeste nesta terça (5) se defendendo das ações contra ele e atacando a Justiça.


"Se vocês querem me derrotar, vêm pra rua. Se vocês querem prender corruptos, vão atrás de quem vocês sabem que roubou", disse. "Pois se pegarem na minha conta um real de desvio, eu venho aqui pedir desculpas", disse a partidários em São Luís (MA) no final da caravana.

Lula percorreu nove Estados do Nordeste e visitou cerca de 25 cidades nos últimos 20 dias.

No encerramento, acompanhado de autoridades locais e de João Pedro Stédile, líder do MST que chamou do palco o juiz federal Sergio Moro de "merdinha", Lula disse que seu erro foi ser "petulante" quando deu início a um processo de "inclusão social" no país.

O petista tem marcado novo depoimento ao juiz Moro no próximo dia 13. Desta vez, como réu na ação que investiga se ele se beneficiou de vantagens indevidas da empreiteira Odebrecht na compra de um terreno que seria destinado ao Instituto Lula.


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.