EX-PRESIDENTE DA CÂMARA EDUARDO CUNHA FAZ ATAQUE À DELAÇÃO DE LÚCIO FUNARO

O ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) redigiu uma nota em que ataca a delação premiada do corretor Lúcio Funaro, apontado como antigo operador do parlamentar.

Resultado de imagem para EDUARDO CUNHA E LÚCIO FUNARO

"Repudio com veemência o conteúdo (dos depoimentos de Funaro) trata-se de mais uma delação sem provas, que visa a corroborar outras delações também sem provas, onde o delator relata fatos de que inclusive não participou e não tinha qualquer possibilidade de acesso a informações", escreveu Cunha.

O ex-presidente da Câmara diz que as delações premiadas chegaram "ao ponto máximo da desmoralização". "Basta concordar com qualquer coisa que a acusação encomendar para obter infinitos benefícios".

Lacunas

O principal argumento de Cunha é o de que Funaro não participou de muitos dos fatos relatados e que, portanto, não pode prová-los.

Aliados do ex-deputado afirmam que seu principal trunfo pode ser o preenchimento dessa lacuna. Cunha garantiu a esses interlocutores que pode provar que Funaro narrou fatos aos quais não tinha total acesso.


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.