CASO DE AÉCIO NEVES SERA LEVADO AO PLENÁRIO NESTA QUINTA(28)

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), confirmou que levará o pedido de afastamento e recolhimento noturno do senador Aécio Neves (PSDB-MG) ao plenário da Casa. A previsão é que os 81 senadores analisem a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) na manhã desta quinta (28).

Resultado de imagem para AECIO NEVES

Após ter sido notificado por um oficial de Justiça, Eunício ligou para líderes dos partidos confirmando sua decisão de submeter o caso ao plenário.

O presidente do Senado também tratou do assunto com a ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, na noite de ontem. Ele estava sendo pressionado por parlamentares da base e da oposição a consultar os senadores sobre a decisão do STF.

Eunício vinha, contudo, evitando fazer comentários antes da notificação. Ao telefone, o peemedebista pediu que os senadores evitem viajar na manhã desta quinta para que o Senado tenha o quórum necessário para deliberar o caso de Aécio. Se não houver senadores suficientes, o caso pode ficar só para a semana que vem. São necessários 41 votos, entre os 81 senadores, para que a decisão do Supremo seja reformada. Eunício chamou os líderes para uma reunião a partir das 10h e, na sequência, deve abrir a sessão.

Senadores avaliam que há apenas 12 ou 13 a favor do STF. O próprio PT, adversário do PSDB de Aécio, já se manifestou contrário ao afastamento.

No encontro antes da sessão, deve ser discutido ainda o procedimento a ser adotado no plenário. A estratégia de tucanos é submeter simultaneamente tanto o afastamento quanto o recolhimento noturno para análise.


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.