APRESENTADOR SOFREU ESTUPRO COLETIVO E DISSE QUE USARAM ATÉ GARRAFA

O apresentador Leão Lobo resolveu contar um pouco sobre o grande trauma que ele viveu após sofrer um estupro coletivo quando ele tinha 16 anos de idade. O assunto veio à tona após a grande repercussão da notícia do homem que ejaculou em uma passageira dentro de um ônibus na cidade de São Paulo. A polêmica sobre abusos sexuais foi alvo de vários comentários e o apresentador também relatou o drama vivido por ele.

Resultado de imagem para LEÃO LOBO

De acordo com o artista, foram momentos tensos onde ele mesmo se sentia culpado por aquilo ter acontecido, devido o fato dele ser homossexual. Leão Lobo comentou que foi estuprado por cinco pessoas com a ajuda de um objeto que feriu muito ele.

O jornalista Décio Piccinini elogiou a coragem do apresentador em revelar o fato às pessoas e proporcionar uma ajuda para aqueles que podem estar vivendo os mesmos pesadelos pelos quais ele passou. O jornalista afirmou que o apresentador conseguiu se libertar de uma culpa onde muitas pessoas fracassam ao tentar fazer a mesma coisa.

Horror

Leão Lobo comentou do abuso em 2016 para a revista Veja e relembrou na sexta-feira (01). Segundo ele, o caso aconteceu na cidade de Mongaguá, litoral de São Paulo. Os homens o levaram para uma casa, o trancaram e fizeram barbaridades com seu corpo.

O apresentador ressaltou que está vivo por muita sorte. Os rapazes arrancaram todas as suas roupas, inclusive, um cinto que ele gostava muito e que sua mãe havia lhe dado de presente.

Leão contou que o desespero foi enorme que ele acabou estourando a porta que havia sido pregada por eles e saiu correndo.

Naquele momento da fuga, o apresentador disse que acabou caindo e um dos estupradores chegou a apontar a arma para ele, mas graças a um casal que morava na casa, ele foi salvo e o rapaz não atirou.
O artista comentou que nem conseguiu agradecer o casal, pois estava traumatizado e em choque. Uma das partes mais horrorosas, segundo ele, foi o momento em que os estupradores usaram até garrafas para o machucarem. "Eu achei que ia morrer", disse ele.

Enganado

O apresentador comentou que foi enganado. Ele tinha combinado um encontro com um deles, mas quando chegou no local havia mais quatro. Toda aquela cena não sai da sua cabeça e foi preciso anos para se conformar com o acontecimento.

O fato do rapaz ejacular numa passageira trouxe essa lembrança macabra de volta a sua mente e ele precisou desabafar sobre o ocorrido e lamentou que pessoas possam ainda ser vítimas desses tipos de abusos.



Blastingnews

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.