APÓS PRISÃO DOS DELATORES JUIZ SUSPENDE ACORDO DE LENIÊNCIA DA J&F

O juiz da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, Vallisney Oliveira, suspendeu, ontem, a homologação do acordo de leniência da J&F.

Resultado de imagem para Juiz suspende acordo de leniência da J&F

A decisão impede que pessoas ligadas à empresa possam aderir ao acordo e se tornar lenientes, beneficiando-se dos efeitos penais que acarretaria. O pagamento da multa de mais de R$ 10 bilhões e os benefícios acordados com a empresa na esfera cível estão mantidos, pois não são competência da 10ª vara.

A decisão foi tomada após a prisão dos delatores Joesley Batista e Ricardo Saud, da JBS. Os dois se entregaram à polícia no domingo (10) à tarde. Pela manhã, o ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin havia decretado a prisão dos dois, solicitada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O juiz quer aguardar a definição sobre os acordos de delação premiada de Joesley e Saud. Por ora, o acordo de delação premiada de ambos está suspenso temporariamente pelo ministro Edson Fachin até que expire a prisão temporária, na sexta (15).

Em maio, a J&F, dona da JBS, uma das maiores processadoras de carne do mundo, fechou acordo de leniência com o MPF por R$ 10,3 bilhões.


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.