INDENIZAÇÃO DO DPVAT CRESCEM 15,9% NO CEARÁ EM JULHO, DIZ SEGURADORA

O número de indenizações pagas pelo seguro DPVAT aumentou 15,9% no mês de julho de 2017, no Ceará, na comparação com mesmo mês do ano anterior, segundo informou nesta quinta-feira (17) a Líder-DPVAT, que administra o consórcio de seguradoras. No total, em julho foram pagas 3.041 indenizações para reembolsos de despesas hospitalares, invalidez permanente ou morte para vítimas de acidentes de trânsito no estado.

Acidentes envolvendo motos são os mais frequentes, afirma seguradora (Foto: Reprodução/TV  Diário)

De acordo com os dados, o Ceará lidera o ranking de indenizações por invalidez permanente no Nordeste, com 2.644 no mês de julho. O número é mais que o dobro de Pernambuco, o segundo colocado da região, que registrou 1.307 indenizações por invalidez pagas no período. O estado aparece em segundo lugar no número de indenizações por morte e reembolso de despesas médicas e hospitalares, 223 e 174, respectivamente.

Em julho, a titular da Delegacias de Acidentes de Trânsito, Cândida Brunn, afirmou que um dos motivos do alto número de indenizações no Ceará são as fraudes. A delegacia abriu 40 inquéritos para apurar os crimes.

“As análises dos indicadores constantes do boletim estatístico mensal podem contribuir para o desenvolvimento de ações de prevenção de acidentes mais efetivas em todo o país”, reforça Ismar Tôrres, diretor-presidente da Seguradora Líder-DPVAT.

O documento de julho mostra que o Sudeste, por ter 49% da frota nacional, lidera o ranking dos estados com mais óbitos oriundos de acidentes de trânsito. Foram 1.268 indenizações pagas por morte no último mês. O Nordeste aparece logo atrás, com 1.183 casos registrados, porém com maior participação das motocicletas, que representaram 64% das indenizações por morte na região.

Indenizações Pagas por Natureza no Brasil:

Morte – 3.620 (11%)
Invalidez Permanente – 24.964 (74%)
Despesas Médicas-Hospitalares (DAMS) – 5.136 (15%)

Acidentes por tipo de veículo:

Motocicletas: 25.157 (75%)
Automóveis: 6.222 (18%)
Caminhões e picapes – 1.145 (3%)
Ônibus, micro-ônibus e vans – 610 (2%)
Ciclomotores (veículos de duas rodas até 50 cilindradas) – 586 (2%)

Indenizações por Região:

Nordeste – 10.640 (31%)
Sudeste – 9.750 (29%)
Sul – 6.612 (20%)
Centro-Oeste – 3.495 (10%)
Norte - 3.223 (10%)

Indenizações

O valor de indenizações não mudou em relação a 2016. Ela é de R$ 13.500 por morte, de até R$ 13.500 por invalidez permanente e de até R$ 2.700 para despesas médicas.

O que é DPVAT

O seguro DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) cobre casos de morte, invalidez permanente ou despesas com assistências médica e suplementares (DAMS) por lesões de menor gravidade causadas por acidentes de trânsito em todo o país.

O recolhimento do seguro é anual e obrigatório para todos os proprietários de veículos. A data de vencimento é junto com a do IPVA, e o pagamento é requisito para o motorista obter o licenciamento anual do veículo.

Vítimas e seus herdeiros (no caso de morte) têm um prazo de três anos após o acidente para dar entrada no seguro. Informações de como receber o DPVAT podem ser obtidas pelo telefone 0800-022-1204.


G1

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.