GAROTO ASSASSINADO NA PRAIA EM FORTALEZA FOI CONFUNDIDO COM CRIMINOSO

A família do garoto Francisco Wildson Santos, assassinado na Praia de Iracema no fim de semana, contesta a versão de que a vítima era "desafeto" do homem suspeito do homicídio, apresentada logo após a prisão.

Foto: (TV Verdes Mares)

Segundo o preso relatou aos policiais, Wildson Santos estava envolvido no assassinato do primo do suspeito, o que gerou o "crime de vingança". Os familiares da vítima negam qualquer participação dele no homicídio.

"Meu irmão nunca nem chegou a ver esse rapaz. Nunca nós aqui do Maracanaú chegamos a ver essa pessoa, acho que ele confundiu", relata o irmão da vítima, Francisco Wildney Sousa.

A viúva conta que ele havia ido à Praia dos Crush, na Beira Mar, para se despedir, já que ela estava de viagem marcada para um outro país. "Ele chegou e foi logo atirando, ficou de frente a frente a ele e atirou. Ele ficou de joelho e ficou; atirou outro, pegou na virilha", lembra Fabíola.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social afirma que o suspeito segue preso e que o inquérito foi concluído, e o caso foi entregue à Justiça.

Além da vítima, uma mulher foi baleada. Ela relatou ao G1 que usada como escudo humano.


G1

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.