FISCALIZAÇÃO POR RADAR DA POLÍCIA RODOVIÁRIA CAI 90% APÓS CORTE DE VERBA DO GOVERNO FEDERAL

O número de fiscalizações e autuações realizadas pela Polícia Rodoviária Federal no Ceará (PRF-CE) diminuiu expressivamente em agosto, após o corte de verba decretado pelo Governo Federal no último mês de julho. Nesta quinta-feira (17), a PRF informou que foi autorizada liberação de parte do orçamento ordinário da instituição, um montante de R$ 33 milhões.

Fiscalização nas estradas federais no Ceará (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

A maior redução ocorreu nas imagens de radar, 90% dos monitoramentos desse tipo foram reduzidos. Segundo levantamento da PRF, em uma média de 46 dias do primeiro semestre deste ano, 36.557 imagens foram registradas. Já do dia 1º de julho até o último dia 15 de agosto, o número caiu para 3.650.

O chefe de policiamento da PRF, Ricardo Araújo, afirma que a redução das atividades facilita as infrações. “A partir do momento que o usuário não vê a polícia fiscalizando, aquele usuário que tende a fazer a coisa errada se sente mais à vontade, e ele comete mais infração.”

Com o contingenciamento do recurso, o número de mortes registradas nas estradas teve aumento de 39%. Em 46 dias do primeiro semestre foram registradas 16 mortes nas rodovias. De julho a agosto, as mortes subiram para 23.

Já as autuações caíram 68%. Antes do corte da verba, foram 22.348 autuações em 46 dias. Do início de julho até 15 de agosto, 7.107 autuações foram registradas. No caso de autuações por álcool, o percentual reduzido foi 33%.

Ricardo Araújo, chefe de policiamento da PRF, lamentou que o descontingenciamento da verba não foi total. “Infelizmente, o descontingenciamento ainda não foi feito 100%. Mas, assim que ele for sendo feito, todo o nosso efetivo operacional vai ser priorizado”.

O número de veículos recuperados e de pessoas detidas também diminuíram em 32% e 53%, respectivamente.

Em nota, a instituição disse que também foi sinalizado o descontingenciamento de outro montante, ainda em definição. "Assim, as atividades da Polícia Rodoviária Federal começam a voltar à normalidade, com reestabelecimento dos deslocamentos das rondas ostensivas rotineiras e execução de ações de repressão à violência no trânsito e criminalidade em trechos críticos."


G1

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.