ALA DO PSDB QUER UNIR OPOSIÇÃO CONTRA TEMER

Um dos líderes dos chamados "cabeças pretas" do PSDB favoráveis a aprovação da denúncia contra o presidente Michel Temer, o deputado Daniel Coelho (PSDB-PE) disse que os deputados tucanos que integram a oposição democrática vão tentar unificar uma posição com deputados do PSB, PPS e PSD sobre a estratégia de votação na sessão marcada para amanhã. Ele estima que esse grupo deve somar 50 deputados. O parlamentar diz que esse grupo não quer ser instrumento nem do governo e nem da esquerda. O secretário geral do PSDB, Silvio Torres, disse que a sigla ainda se reunirá para definir o que fazer.
Resultado de imagem para PSDB

A oposição está dividida sobre se dá ou não quórum para votar a denúncia na próxima quarta. Uma reunião com integrantes de partidos como o PT, PCdoB, Rede e PSOL vai ser realizada hoje para discutir o tema.

Nomes como deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) já defenderam que se o governo conseguir colocar mais de 300 deputados no plenário, a oposição deveria marcar presença.

'Sem votos suficientes'

O deputado Sílvio Costa (PTdoB-PE) fez um apelo para que os colegas da oposição não marquem presença na sessão, para inviabilizar a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer. O deputado admite que a oposição não tem os 342 votos necessários para aprovar o seguimento da denúncia e que, por isso, a melhor estratégia é não registrar presença em plenário.


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.