PARLAMENTARES FAZEM HOMENAGEM A CHANCELER AIRTON QUEIROZ

O falecimento do chanceler Airton Queiroz foi lamentado, ontem, em discursos na Assembleia Legislativa. Logo na abertura da sessão ordinária da terça-feira, o presidente do Parlamento estadual, Zezinho Albuquerque (PDT), se pronunciou, lamentando a "perda irreparável" para a Cultura, Educação e Arte cearenses. A deputada Fernanda Pessoa (PR) apresentou um projeto de indicação instituindo a Medalha Airton Queiroz, para homenagear cearenses que se destaquem nas Artes e na Cultura do Estado do Ceará.


Para o presidente da Assembleia, "o Estado perde um de seus grandes homens, grande liderança e grande pai de família", disse Zezinho, referindo-se ao chanceler Airton Queiroz. "Homem que lutou muito pela Educação, portanto o que se falar sobre o chanceler Airton Queiroz na Cultura, na Educação, nas Artes, no compromisso com o povo do Ceará, será pouco". Ele concluiu destacando o luto oficial decretado no Legislativo cearense e pedindo que os deputados o homenageassem com um minuto de silêncio no plenário.

O deputado Ely Aguiar (PSDC) também se pronunciou para homenagear o chanceler. Ele relatou ter trabalhado por duas décadas no Sistema Verdes Mares e afirmou que a morte de Airton Queiroz abalou o Estado do Ceará. "Trata-se de uma pessoa que deu colaboração grande não apenas ao setor industrial, mas também à Cultura e à Educação cearenses", enfatizou.

Qualidades

O deputado Fernando Hugo (PP) relatou que nos seus quase 30 anos de Parlamento estadual presenciou centenas de saudações referendando pessoas importantes da vida cearense, que partiram. Todavia, para ele, a partida do chanceler teria significado especial. "Porque esta Assembleia em várias ocasiões teve a sensibilidade e a presença espirituosa de homenageá-lo em vida", disse, acrescentando que por duas ocasiões teve "o prazer extremamente grande de, sem convivência íntima, sem saber sequer onde ele morava, reconhecer as suas qualidades".

A deputada Silvana Oliveira (PMDB) disse que não poderia deixar de se somar nas homenagens. "O chanceler, certa vez, subi à tribuna desta Casa e ele estava aqui, senti o grande orgulho e prazer quando li e disse para ele que todos os dias pego o jornal Diário do Nordeste e leio a frase de seu pai, que diz: 'Se um dia vocês forem surpreendidos pela injustiça ou pela ingratidão, não deixem de crer na vida, de engrandecê-la pela decência, de construí-la pelo trabalho'. Ele ficou muito feliz e o Estado do Ceará, este País e o mundo podem testemunhar que ele aprendeu com os passos de seu pai. Essa frase foi o lema da sua vida", exclamou a peemedebista, após destacar as qualidades do chanceler Airton Queiroz.

A deputada Bethrose (PMB) afirmou que as expressões culturais e artísticas são base para a consolidação da Nação e correspondem a um conjunto de manifestações que dão cara e alma ao povo. Para ela, por se tratarem de bens tão caros à sociedade, devem ser fomentadas e valorizadas por meio de investimentos, tanto pelo poder público como pela iniciativa privada. "A chegada deste mês de julho trouxe perda irreparável para o Ceará e para o Brasil, como esta Casa bem reconheceu ao decretar luto oficial de três dias", colocou.

Brilhante legado

A morte do chanceler da Universidade de Fortaleza (Unifor), continuou Bethrose, "abre uma lacuna e deixa o Brasil e o Ceará órfãos de um grande líder, com destacada atuação no mundo dos negócios". Ela frisou ainda que Airton Queiroz deixou "brilhante legado" na área da Educação superior e fomento às artes no País. "Um homem à frente de seu tempo, um mecena da sociedade, um estudioso detalhista, amante do compartilhamento de conhecimento e de informações. Um admirador da natureza, tendo nas orquídeas uma grande paixão e um colecionador de obras de arte, com acervo invejável, com trabalhos de mais de uma centena de artistas de grande expressão".

Medalha

A deputada Fernanda Pessoa (PR), saudando o chanceler, apresentou Projeto de Indicação criando a Medalha Airton Queiroz, com o intuito de homenagear aqueles que se destacam nas Artes e na Cultura do Estado. "Que todos os seus feitos sirvam de exemplo para todos nós. O que fica é a nossa admiração e respeito", ressaltou a parlamentar, justificando a proposição da criação da Medalha. A proposta da deputada ontem mesmo começou a tramitar no Legislativo estadual.

O deputado Osmar Baquit (PSD) expôs que com a morte do empresário Edson Queiroz, coube ao filho Airton, ao lado da mãe, Yolanda Queiroz, dar continuidade às conquistas iniciadas pela família. "Eles ampliaram o que tinham e criaram novos negócios, gerando emprego e renda para milhares de cearenses, nordestinos e brasileiros. Que seus filhos e netos possam ter esperança, paz e harmonia porque Deus recebeu o chanceler de portas abertas e que ele continue lá de cima fazendo com que as artes, a industrialização e a educação possam se multiplicar em nosso Estado".

Baquit ainda falou especificamente da Unifor, destacando sua importância no contexto nacional e os benefícios trazidos para milhares de famílias cearenses que conseguiram formar seus filhos naquele espaço.

O deputado Carlos Matos (PSDB) também se solidarizou com a família de Airton Queiroz. "Muito se pensou, quando da passagem do empresário Edson Queiroz, o que seria do Grupo Edson Queiroz, o que aconteceria com aquele Grupo. E, junto à dona Yolanda, Airton Queiroz assegurou que o grupo continuasse com a expansão econômica que tem hoje no Estado do Ceará e no País".

Segundo o tucano, o legado fica com o número enorme de trabalhadores nas empresas e estudantes da Fundação Edson Queiroz. "A Unifor tem hoje reconhecimento internacional pela expressão que é hoje com diferentes cursos, e isso se deve muito a esse talento diferenciado que foi Airton Queiroz para o Estado do Ceará".


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.