HOMEM É SUSPEITO DE ESTUPRAR 10 CRIANÇAS; CINCO DA MESMA FAMÍLIA

Um homem de 58 anos de idade é procurado pela Polícia por ser o principal suspeito de estuprar cerca de10 crianças, sendo cinco da mesma família. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o caso é investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (Dececa), da Polícia Civil e, até o momento, mais informações sobre o caso não podem ser divulgadas.

Imagem relacionada

Ontem, a TV Diário exibiu entrevista com a mãe de uma das vítimas. Conforme a mulher, o autor dos abusos é casado com uma prima das mães de algumas vítimas dos abusos sexuais. A família acredita que o crime vinha acontecendo há anos, mas só veio à tona agora.

Descoberta

A mãe de uma das meninas abusadas contou, à TV Diário, que a revelação veio a partir de uma brincadeira entre primas. As crianças decidiram contar a verdade por meio de cartas. Foi quando uma das meninas relatou, detalhadamente, o abuso que vinha sofrendo e revelou que foi até ameaçada de morte.

"Quando ela (criança) leu, ela correu para o quarto e disse 'aconteceu comigo, mãe'. E aí, eu perguntei quando. Ela disse 'desde os meus sete anos'. Ele fazia um terror psicológico muito grande, para que o psicológico dela ficasse tão abalado, ao ponto de se trancar e não falar nada", disse a mãe.

Uma outra mãe da mesma família afirmou que a filha também foi vítima do pedófilo, que se encontra foragido. Segundo ela, a filha ficou 'rebelde' a partir dos 13 anos de idade e não gostava mais de conversar com a família. Foi então que a mãe notou marcas no corpo da adolescente.

A reportagem entrou em contato com a titular da Dececa, delegada Ivana Timbó, que não deu detalhes do caso, informando que a investigação estava sendo conduzida pela delegada-adjunta da Especializada. Os nomes das partes envolvidas no caso não foram divulgados, com o objetivo de preservar a identidade das vítimas.


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.