GOVERNO DE TEMER SÓ É APROVADO POR 5% DA POPULAÇÃO

A popularidade do governo do presidente Michel Temer caiu de 10% para 5% entre março e julho deste ano e atingiu o nível mais baixo desde o período redemocratização, de acordo com pesquisa Ibope divulgada ontem, e encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Realizada entre os dias 13 e 16 de julho, a pesquisa foi a primeira feita pelo Ibope após a delação da JBS que baseou a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Temer por corrupção passiva. A admissibilidade do caso será analisada pela Câmara dos Deputados na próxima semana.


A aprovação do governo do presidente Temer é de 5%, de acordo com a pesquisa, ante 7% na gestão Sarney, em junho e julho de 1989, e 9% no segundo mandato da presidente cassada Dilma Rousseff, em dezembro de 2015, mesmo período em que teve início o processo de impeachment contra a petista.

Em meio à denúncias por corrupção, o ex-presidente Fernando Collor deixou o governo com o dobro da popularidade de Temer. Cerca de quatro meses antes de renunciar, em agosto de 1992, 12% dos brasileiros avaliavam o governo Collor como ótimo ou bom.

Já a parcela da população que considera o governo Temer ruim ou péssimo subiu de 55% para 70% entre março e julho, o maior índice de reprovação a um governo desde a gestão do ex-presidente José Sarney. Neste caso, Temer empata com Dilma, que atingiu o mesmo porcentual de rejeição no final de 2015.

No dia em que a pesquisa Ibope aponta sua baixa popularidade, o presidente pediu um "puxador de palmas" no Palácio do Planalto durante solenidade para a assinatura de concessão de quatro aeroportos.

"Estavam faltando palmas, viu? Eu disse que na próxima vez vamos trazer um puxador de palmas", afirmou Temer.

"Alguém que bate palmas, os outros batem. Mas aqui, as palmas vieram do coração, do reconhecimento".


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.