CONDENAÇÃO DE LULA REPERCUTE NA IMPRENSA INTERNACIONAL

A condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz federal Sérgio Moro a 9 anos e 6 meses de prisão ganhou repercussão em veículos de comunicações globais. Na ação, Lula é acusado de ter se beneficiado de dinheiro desviado da Petrobras na compra e reforma do tríplex no Guarujá.



No periódico argentino Clarín, que dá destaque ao fato na capa de seu site, consta que essa é a primeira condenação contra um membro do Partido dos Trabalhadores (PT)na Lava Jato. O jornal também reforça que a decisão do juiz Sérgio Moro deve ser confirmada em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal (TRF).



A rede britância BBC também destaca que o ex-presidente foi condenado por corrupção, mas lembra que Lula nega todas as acusações. O jornal espanhol "El País", por sua vez, diz que "o caso Petrobras fez sua maior vítima nos três anos que leva debulhando a corrupção nas elites brasileiras", enquanto a rede norte-americana ABC também sublinha que Lula permanecerá em liberdade até que o caso seja julgado em segunda instância.

Outros veículos de grande alcance internacional como o argentino La Nación, o mexicano El Sol, a Al Jazeera, do Catar, e a rede Fox News, dos Estados Unidos, também noticiaram a condenação do ex-presidente nesta quarta-feira (12).


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.