EX DEPUTADO ROCHA LOURES DEVE SER OUVIDO NESSA QUARTA

O ex-deputado Rocha Loures, ex-assessor do presidente Michel Temer, será transferido hoje de uma cela da sede da Superintendência da Polícia Federal para a ala federal do presídio da Papuda. Pelo planejamento inicial, Loures deveria prestar depoimento à tarde e, em seguida, ser levado para a Papuda. Mas, segundo o advogado Cezar Bitencourt, só deve prestar depoimento na tarde de quarta-feira, entre 16 e 17 horas.


O adiamento do depoimento teria sido acertado entre ele e o delegado responsável pelo inquérito aberto contra o ex-assessor e o presidente Michel Temer. Eles são investigados por corrupção, obstrução de justiça e organização criminosa. O atraso no interrogatório também interessa aos assessores de Temer, que acompanham a movimentação política as vésperas do início do julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Auxiliares do presidente não querem que fatos relacionados ao inquérito tenham repercussão sobre o voto dos ministros. O julgamento começa amanhã e, se não houver pedido de vista, deve terminar na quinta-feira. Loures foi preso no sábado, na casa dele, em Brasília. Ele é acusado de negociar decisões e cargos estratégicos do governo federal ao empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, a mando de Temer. Só um dos negócios renderia propina de R$ 480 milhões a ser paga em 20 anos.

Numa ação controlada da Operação Patmos, um desdobramento da Operação Lava-Jato, Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil.

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.