CUNHA DIZ QUE DISCUTIU IMPEACHMENT COM LULA

O ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) confrontou o empresário Joesley Batista e afirmou que se reuniu com o dono da JBS e com o ex-presidente Lula, em março de 2016, para discutir o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Imagem relacionada

Em nota redigida ontem, no complexo penal onde está preso, o ex-presidente da Câmara declarou que Joesley mentiu sobre sua relação com Lula em entrevista concedida à revista "Época", publicada no fim de semana. Cunha afirmou que o empresário tinha "constantes encontros" com o petista e citou uma reunião de que participou com os dois.

"Ele fala que só encontrou o ex-presidente Lula por duas vezes, em 2006 e 2013. Mentira! Ele apenas se esqueceu que promoveu um encontro que durou horas, no dia 26 de março de 2016, Sábado de Aleluia, na sua residência entre eu, ele e Lula, a pedido de Lula, a fim de discutir o processo de impeachment onde pude constatar a relação entre eles e os constantes encontros que eles mantinham", escreveu o peemedebista. Cunha disse que o encontro com Joesley e Lula pode ser comprovado pelos seguranças da presidência da Câmara que o acompanharam na ocasião, além de registros do carro alugado para transportá-lo em São Paulo.

Defesas

O Instituto Lula informou que não comentará o relato de Cunha. A reportagem também procurou a assessoria da J&F, que controla a JBS e não retornou até o fechamento da edição.


DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.