CHUVA DEIXA QUATRO MORTOS EM MACEIÓ

A situação de calamidade causada pelas fortes chuvas que caem sobre Alagoas desde a semana passada fizeram o presidente Michel Temer (PMDB) cancelar compromissos em Brasília para ir a Maceió, onde se reuniu com o governador do estado, Renan Filho (PMDB), e o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), para avaliar a situação das áreas atingidas. Até ontem, quatro mortes haviam sido confirmadas. Outras cinco pessoas estavam desaparecidas. Cerca de mil famílias, só na capital, tiveram que abandonar suas casas 
por conta dos riscos de enchentes e desabamentos.

As chuvas causaram deslizamentos de barreiras e alagamentos na capital e interior. Em Maceió, 4 pessoas morreram  PEI FON/ SECOM MACEIÓ

Temer chegou a Maceió no início da noite, em avião da Força Aérea Brasileira (FAB), mas devido ao atraso - o voo estava previsto para chegar às 16h30min-, não houve condições para sobrevoar as áreas atingidas. O presidente foi acompanhado dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM) e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), e dos ministros Marx Beltrão (Turismo), Maurício Quintella (Transportes), Moreira Franco (Secretaria-geral da Presidência) e Torquato Jardim, que acabara de ser anunciado como novo titular do Ministério da Justiça.

Sem adiantar valores, o presidente anunciou a liberação de verbas emergenciais e disse que, num segundo momento, o Governo Federal irá financiar obras de infraestrutura no estado. A visita durou menos de 30 minutos.

Maio mais chuvoso

Ontem a tarde o trabalho do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil no resgate de vítimas ganhou o reforço do exército brasileiro.

Além da capital, vários municípios da região metropolitana foram atingidos pelas inundações. Em Marechal Deodoro, cerca de 600 famílias tiveram que deixar as casas. Algumas cidades ficaram sem comunicação.

De acordo com a Defesa Civil, em oito horas choveu 55,8 milímetros, quatro vezes mais que o normal para o período. Em todo o mês de maio, foram registrados 567,6 mm de chuva, número 48,5% maior que os 382,2 mm esperados. Este é o maio mais chuvoso em Maceió desde 2010.

OPOVO

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.