POLICIA PRENDE BANDO POR CARTÕES CLONADOS ADULTERAÇÕES DE VEÍCULOS E ESTELIONATO

Uma quadrilha especializada em clonagem de cartões foi desarticulada a partir da prisão em flagrante de José Olavo da Costa Ferreira, 31, que estava negociando a venda de um veículo adulterado , na última quarta-feira (5), na Aldeota. A ação da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) culminou também na captura de Allyson Santos Oliveira, Carlos Henrique Pereira Ferro, Edynetto Barbosa Machado e Francisco Kewerson Furtado Gomes.


Fora José Olavo, os demais integrantes foram presos no apartamento de Kewerson, o 'Francês', este sem antecedentes criminais. Já na portaria do condomínio, localizado no bairro Salinas, os policiais identificaram Edynetto, que responde por roubo. Ao adentrarem no local, Carlos Henrique, o 'Dida', também sem antecedentes, foi abordado fazendo uso de computadores, articulando novos crimes.

Durante inspeção do imóvel, o proprietário e o comparsa Alysson Santos tentaram fugir, mas ambos foram detidos pelos policiais da DRFVC.

Com o grupo foram apreendidos cerca de 50 cartões com bandeiras nacionais e internacionais já clonados, um revólver calibre 38, três notebooks, maquinetas para testes e celulares. Além disso, a Polícia apreendeu um equipamento para leitura de trilhas, usado para copiar as informações dos cartões, inclusive as senhas. O leitor havia sido comprado em um site russo, conforme o titular da DRFVC, delegado Fernando Cavalcante.

"Nós vamos fazer uma investigação mais minuciosa em relação aos aparelhos celulares e notebooks. Iremos encaminhar à Pefoce para poder checar toda a movimentação desse grupo", afirmou Cavalcante.

Autuados

O carro negociado pelo bando - um Toyota Corolla, de cor preta, blindado e com placa do Rio Grande do Norte - não foi localizado pela investigação. Contudo, a Polícia já identificou um sexto integrante do grupo que supostamente está com o veículo. Em paralelo, os investigadores pretendem apreender o veículo que eles teriam adulterado.

Somados aos crimes já cometidos por três dos cinco integrantes, a quadrilha foi autuada por estelionato, associação criminosa e porte ilegal de armas com o agravante do revólver estar com a numeração suprimida. Conforme o delegado, o outro homem identificado pode responder por receptação de carga.

(Colaborou Felipe Mesquita)

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.