HOMEM FICOU COM O "BILAU" PRESO DENTRO DE UMA MULHER CASADA DURANTE TRAIÇÃO NUM MOTEL

Um casal do Quênia foi levado ao hospital nessas condições. Os dois estavam "grudados" um ao outro depois de transarem em um motel. Um vídeo gravado por uma testemunha mostra o homem e a mulher — que estava traindo o marido — sendo transportados na maca diante de uma multidão. Eles transaram e não conseguiam se soltar por causa de um problema ocorrido durante a relação.


A mulher, casada, estava com o amante num motel no Quênia. A cidade e os nomes dos envolvidos não foram revelados. A mulher cobriu o rosto com um lençol, para não ser reconhecida. O amante dela olha em todas as direções, desnorteado. Havia uma multidão ruidosa em torno deles.

Os dois saíram do motel chamado Explor-Inn em cima da maca, levados por socorristas. Estavam, segundo testemunhas, gritando de dor. A explicação para o casal ter ficado preso um ao outro ainda não está confirmada. 

Cogita-se que a moça sofra de vaginismo, distúrbio que faz com que o genital prenda o pênis durante espasmos na hora da penetração. Isso causa dor na mulher e pode acontecer de o órgão sexual masculino ficar preso na relação  .

Funcionários do hotel disseram à imprensa local que os pombinhos estavam no quarto do hotel quando ouviram uma mulher gritando alto de dor. O homem que estava com ela também berrou por ajuda.

Quando entraram no quarto, viram os dois presos no corpo do outro. "Eles estavam assustados, desesperados, suando muito", disse uma testemunha. "Não conseguimos nos separar", avisavam os dois, exaltados. "Estamos grudados. Chamem ajuda. Está doendo muito".

Socorristas foram chamados. Uma ambulância parou perto do motel. A essa altura uma aglomeração de curiosos já se formava na porta do estabelecimento. Como a ambulância parou longe da porta do motel, por causa da multidão na frente,os socorristas tiveram de atravessar o mar de gente até chegar ao veículo.

Alguns jornais disseram que o marido da adúltera teria colocado uma substância no copo de água da mulher antes de ela sair para o motel. Esse composto teria feito com que a vagina dela tivesse prendido o pênis do rapaz durante a relação sexual.

Mas não há confirmação de que produto é esse ou se foi mesmo usado. "A explicação do vaginismo parece mais convivente", informou o jornal britânico The Sun. "A mulher pode ter ficado tensa a tal ponto que deixou o órgão sexual do sujeito preso, causando dores nos dois". (R7)

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.