STF MANDA PF INTERROGAR PEEMIDEBISTAS NA LAVA JATO

O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), deu encaminhamento a uma ordem para que a Polícia Federal (PF) interrogue os senadores Romero Jucá (PMDB-RO) e Renan Calheiros (PMDB-AL), bem como o ex-presidente José Sarney e o ex-presidente da Transpetro (subsidiária da Petrobras) Sérgio Machado.


Os quatro são alvos de inquérito no STF, aberto em fevereiro, no qual são acusados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) do crime de embaraço à Lava-Jato, por tentarem barrar ou atrapalhar as investigações.

Os interrogatórios já haviam sido autorizados por Fachin em fevereiro, mas, em despacho datado da última segunda-feira (20), o ministro enviou os autos à PF para que dê prosseguimento à determinação.

Fachin ordenou ainda que seja colhido, nas companhias aéreas, o registro de todas as passagens emitidas e utilizadas por Sérgio Machado entre dezembro de 2015 e maio de 2016.

O ministro deixou indefinido o cumprimento de uma terceira medida que havia autorizado em fevereiro: que fosse apurado no STF todos os registros de acesso do advogado Eduardo Antônio Lucho Ferrão às dependências da Corte, em Brasília.

Segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Ferrão foi o interlocutor incumbido por Sarney e Renan de tentar influenciar o ministro Teori Zavascki, então relator da Lava-Jato, a limitar a operação.

As defesas de Sarney e Jucá classificaram de "absurda" a decisão. Em nota, Renan disse que "todos os depoimentos necessários serão prestados". A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Sérgio Machado.

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.