OITO ACUSADOS DE MORTES FORAM PRESOS PELA POLÍCIA CEARENSE

Oito prisões foram realizadas entre os dias 9 e 12 deste mês, durante operações conjuntas das polícias Civil e Militar. Todas as pessoas foram detidas em cumprimento de mandados de prisão por homicídio.


Dentre os capturados, estão dois suspeitos de assassinar um comerciante português no bairro Montese, durante um roubo, em outubro de 2016. Diego de Deus Cassimiro, o mentor do crime, foi preso no Bairro de Fátima e Jackson Henrique Lopes de Souza, o executor, foi preso no município de Itaitinga.

Souza teria invadido a loja do estrangeiro e disparado três vezes contra Nuno Antônio Torres, 39, após ele reagir ao assalto. Também foi indiciada pelo crime Wégila da Silva Félix, que está presa desde fevereiro e confessou ter envolvimento com a ação. O trio responderá por latrocínio e associação criminosa.

Outras ações

Além da dupla, também foram presos em três ações distintas, Antônio Eduardo dos Santos Souza, Antônio Wesley Monteiro de Souza, Maicon da Silva Nascimento, Jean Carlos Lopes Galvão, Jéssica Araújo de Sousa e Kátia Costa da Silva, todos por força de ordens expedidas pela Justiça. No caso de Antônio Eduardo, também foi flagrado com um revólver.

Segundo o delegado Leonardo Barreto, diretor da DHPP, o conjunto de ações foi essencial. "São pessoas envolvidas em homicídios retiradas de circulação. As que já estavam presas, permanecerão por mais tempo e isso representa maior proteção à sociedade", afirmou.

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.