CASO EXTRACONJUGAL MOTIVOU ATAQUE A TRAVESTI EM MORRINHOS

A tentativa de homicídio contra a travesti Paulete,42, registrada como Vicente de Paulo Andrade, teria sido motivada por um caso extraconjugal. Um dos primos da vítima, agredida em Morrinhos, na madrugada de domingo (19), seria amante da esposa de um dos suspeitos da agressão, afirma a Polícia. Dois dos homens presos pelas agressões já respondem por um homicídio.

Image-0-Artigo-2217304-1

Conforme informações do delegado titular da Delegacia Regional de Itapipoca, Harley Filho, Paulete soube que José Edson de Maria, 34, um dos suspeitos detidos pelo crime, havia ameaçado seu primo ao descobrir a possível relação extraconjugal. A discussão resultou em espancamento e facadas que, conforme a Polícia, foram desferidos por José Edson.

O delegado ressalta que três homens foram detidos suspeitos de envolvimento na ação. Francisco Edivan de Araújo, 30, o 'Baratão', e Edson foram localizados logo após o crime. Francisco Adriano Gomes, 22, o 'Chupão', foi detido na tarde de ontem.

"Quem iniciou as agressões foi o 'Adriano Chupão', que deu dois tapas na travesti. O Edson estava armado com a faca e desferiu golpes no pescoço e abdômen. Baratão e Edson estavam em regime semiaberto por um homicídio cometido em 2004. O Adriano não tinha passagens", acrescentou o delegado.

A travesti foi encaminhada ainda na madrugada até a Santa Casa de Misericórdia em Sobral, onde, conforme o delegado, permanece internada na UTI, em estado grave. Em nota, o hospital ressalta que houve procedimentos para correção das lesões, e Vicente de Paulo aguarda avaliação neurológica, seguindo sem previsão de alta.

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.