CAMILO BUSCA PARCERIA DE EMPRESAS PARA CRIAS ESCOLAS EM TEMPO INTEGRAL

O governador do Ceará, Camilo Santana, disse que quer parceria com a iniciativa privada para investir nas escolas de tempo integral. A declaração aconteceu durante o lançamento do programa de ensino médio integral, na manhã desta segunda-feira (6), no Centro de Eventos do Ceará. Camilo destacou que, com mais 45 unidades, o estado quer ampliar das atuais 26 escolas do tipo no estado para 71 até dezembro. Serão investidos R$ 108,8 milhões no programa em 2017.

Camilo Santana no lançamento do Programa de Ensino Médio de Tempo Integral (Foto: Leandro Silva/TV Verdes Mares)

O chefe do executivo estadual afirmou ainda que a Secretaria da Educação realiza um estudo, em parceria com organizações não governamentais do Brasil, para traçar um calendário com prazos e metas para o programa.

De acordo com o governo estadual, foi iniciado no ano passado o projeto-piloto para implantação do tempo integral em 26 escolas estaduais de ensino regular. O objetivo da gestão é, em 2017, além de ter 71 escolas de tempo integral, somar mais 116 escolas estaduais de educação profissional, com cursos técnicos integrados ao ensino médio. Assim, o Ceará totalizaria 187 das 712 escolas estaduais com a jornada prolongada.

Programa

Para este ano, a estimativa é de que 31 cidades tenham escolas de ensino médio em tempo integral, para beneficiar 15,5 mil alunos. As novas 45 escolas estão entre os 20 municípios mais populosos e devem atender aproximadamente 9 mil estudantes.

Conforme o governo estadual, cada escola oferta uma jornada de 9 horas, com três refeições diárias. O currículo é composto por 30 horas semanais de disciplinas da base comum ao todo e 15 horas na parte flexível, sendo que 10 são escolhidas pelos alunos.

"Nós acreditamos que as escolas de tempo integral, além de dar oportunidade para nossos jovens, protege nossos jovens. A gente vive um momento de muita violência, muita insegurança, a gente sabe que termos os jovens o dia inteiro na escola, fazendo atividades, como a gente observou nos estandes de estudantes que já estudam em escola de tempo integral em 2016 e apresentaram atividades eletivas, que fazem além do curso normal - artes, informática, línguas, esportes. É dar oportunidade", defendeu Camilo.

Para o governador, a ideia é que o Ceará possa dar o exemplo na ampliação da rede pública em tempo integral. A meta é que, em um médio prazo, todas as escolas cearenses de ensino médio sejam transformadas em unidades de tempo integral.

"Existem dois grandes caminhos para que a gente possa reduzir a violência na cidade ou no estado: uma é a educação. A escola de tempo integral é proteger os jovens, ao invés de estarem na rua, sendo aliciados pra droga, para o crime, estão protegidos na escola, fazendo atividade além do curricular normal dela. E segundo é a ocupação dos espaços públicos", citou o governador.

Sobre o tema, Camilo antecipou que o governo estadual quer ampliar o projeto das areninhas, realizado pela Prefeitura de Fortaleza, para o interior do Ceará.

G1

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.