CINCO SUSPEITOS FORAM CAPTURADOS POR ROUBO DE ARTIGOS DE LUXO

Após prender dois receptadores de artigos de luxo, entre eles um professor doutor da Universidade Regional do Cariri (Urca), a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) capturou cinco homens que seriam os assaltantes do esquema criminoso, na última quarta-feira (22). Segundo o delegado titular da Especializada, Raphael Vilarinho, a quadrilha foi desarticulada por completo.


Através de informações colhidas na investigação, a Polícia encontrou Marcos Paulo Mendes de Souza, 29; Carlos Michael Freire Ferreira, 40; Rodrigo Silva Nunes, 27; Eduardo Matos de Souza, 26; e Diego Rodrigues dos Santos, 30, dentro de um veículo Toyota Hilux, no bairro Parque Manibura, em Fortaleza. Os homens tentaram resistir à abordagem policial, mas acabaram presos. Em um veículo, foi apreendida uma pistola calibre 380, utilizada nos assaltos.

A partir da detenção, a DRF chegou a uma residência no bairro Lagoa Redonda que servia para esconder os artigos de luxo roubados pela quadrilha e apreendeu joias de ouro e relógios valiosos. O material recuperado com os assaltantes está avaliado em cerca de R$ 200 mil. Com os receptadores, o delegado já tinha resgatado mais R$ 200 mil, somando R$ 400 mil.

"A organização criminosa ficava em mercantis e shoppings visualizando pessoas que estavam usando ou comprando joias de ouro e produtos caros. Quando a pessoa entrava no carro e ia embora, eles seguiam, anunciavam o assalto e levavam os objetos. Todos os dias, praticamente, roubavam", afirmou Vilarinho.

Em posse das joias e artigos de luxo roubados, os criminosos vendiam para os receptadores por um preço bem mais baixo que o avaliado. Os receptadores, por sua vez, vendiam por um valor um pouco mais alto que o dinheiro que desembolsavam.

O esquema criminoso começou a ser desarticulado quando uma pessoa foi assaltada e perdeu bens avaliados em R$ 100 mil, no último dia 4 de fevereiro, no bairro Dionísio Torres, e denunciou o crime à DRF, que começou a investigação. Na sexta-feira passada (17), a Polícia Civil prendeu dois receptadores, o professor universitário Marcos Antônio de Brito e o comerciante José Pereira da Silva.

Assalto à residência

O titular da Especializada afirma que a quadrilha também é suspeita de realizar assaltos à residências, em ações que os bandidos se identificavam como agentes de órgãos públicos ou vendedores de serviços, como TVs por assinatura, para ludibriar as vítimas. Eles agiam há dois anos. A área preferencial do grupo eram os bairros Cidade dos Funcionários, Lagoa Redonda e adjacências. Todos os presos têm antecedentes criminais.

DN

Nenhum comentário

SEU COMENTÁRIO É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE, FICANDO SEU IP. DE REDE SALVO PARA RESGUARDO DE AÇÕES JUDICIAIS.

Tecnologia do Blogger.